terça-feira, 23 de abril de 2019

Por que a comprei e por que quero vendê-la?



Olás!! ;)  Se você está aqui é porque está interessado em conhecer melhor a "Poderosa Dulcinéia", minha kombi-casa que, com apertinho no coração, coloco agora à venda. Comprei essa raridade há 4 anos depois de ficar 1 ano inteiro a sua procura!  Aqui neste blog, você vai ter acesso a história dela comigo e entender melhor, ao longo de 5 postagens, o que ela é, como está, valores e contatos! Tome um pouco de tempo e entenda tudo, tire dúvidas se precisar comigo! Ah, clicando nas fotos, elas ficam maiores!

Por que comprei?
Eu queria viajar as Américas morando nela e me apresentando (sou palhaço!) E foi o que fiz, parcialmente, já que não fui (ainda) até o México, como no plano original! Fiquei o ano passado rodando e morando nela, saí de Campinas, fui para oeste até a divisa com o Paraguai, voltei até o litoral e fui descendo até o Uruguai e depois Argentina! Foram muitas aventuras e alguns perrengues próprios desse tipo de viagem! Dulcinéia se portou bravamente e me abrigou e protegeu sem grandes problemas!

Por que vender?
Vocês podem estar se perguntando "Uai, se ficou tanto tempo procurando, se foi tudo bem, por que tão pouco tempo depois resolveu vendê-la?" É tudo uma questão de economia e praticidade. Bem, eu viajo sozinho e percebi, ao longo desse 1 ano morando nela, que não preciso de uma kombi-casa tão grande, nem de tantos recursos! Pois é, pode parecer que ela já é pequena, mas eu notei que preciso de menos ainda: não preciso de um banheiro, na prática mal usei, usava de postos, estabelecimentos e casas de contatos; não preciso de tantos armários, notei que 50% do que levava não foi utilizado; não preciso de geladeira, um resfriador bastaria, já que cozinho só para mim e no máximo para 2 dias. Por isso, fui percebendo que uma kombi normal, adaptada para minhas necessidades, seria mais conveniente.  Também notei, ao longo deste um ano viajando e morando na Dulce que, como ela é grandona e chamativa, eu não gosto de usá-la como carro do diadia dentro das cidades. Isso também foi mais um ponto que pesou no meu desejo de uma kombi normal (adaptada), que posso tanto usar nos corres gerais cotidianos, como para morar, durante as viagens longas. Além disso, a Dulcinéia claramente demonstra que há alguém dormindo nela, morando (ainda que temporariamente) ali na rua. Infelizmente, algumas pessoas se incomodam ao perceber isso e são hostis, até mesmo chamando a polícia! Uma kombi normal, seria mais discreta.

Tudo isso me levou a essa conclusão de vendê-la, apesar da enorme afeição que tenho pela Poderosa, já que foi meu útero por 1 ano e venho mexendo nela ao longo de 4 anos!

4 comentários:

  1. Oi amigo. Como assim as pessoas são hostis quando sabem que tem alguém dormindo nela??

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Infelizmente, muitas pessoas tem medo de tudo que pareça estranho ou diferente... Em minha viagem, várias vezes, depois de uns 2 ou 3 dias parado em alguma rua, chamaram a polícia pra mim... Aí tenho q explicar tudo aos policiais que nunca fazem nada, porque não há nada ilegal, mas claro, saio a procura de outro lugar, pois já sei q ali alguém está incomodado... Mas tbem, em muitos lugares isso não aconteceu... Mas eh inegável que uma Kombi como ainha chama muito mais a atenção que a Kombi normal! Abraços!

      Excluir
  2. Venha passear e fazer seu show em foz do Iguaçu serei sua plateia ...pena,que não tenho dinheiro pra,voltar a,diferença tenho uma kombi 1996 a xeroza mafiosa kkk 45 991535757 quamdo vier a foz mande um salve..

    ResponderExcluir