terça-feira, 23 de abril de 2019

Por que a comprei e por que quero vendê-la?



Olás!! ;)  Se você está aqui é porque está interessado em conhecer melhor a "Poderosa Dulcinéia", minha kombi-casa que, com apertinho no coração, coloco agora à venda. Comprei essa raridade há 4 anos depois de ficar 1 ano inteiro a sua procura!  Aqui neste blog, você vai ter acesso a história dela comigo e entender melhor, ao longo de 5 postagens, o que ela é, como está, valores e contatos! Tome um pouco de tempo e entenda tudo, tire dúvidas se precisar comigo! Ah, clicando nas fotos, elas ficam maiores!

Por que comprei?
Eu queria viajar as Américas morando nela e me apresentando (sou palhaço!) E foi o que fiz, parcialmente, já que não fui (ainda) até o México, como no plano original! Fiquei o ano passado rodando e morando nela, saí de Campinas, fui para oeste até a divisa com o Paraguai, voltei até o litoral e fui descendo até o Uruguai e depois Argentina! Foram muitas aventuras e alguns perrengues próprios desse tipo de viagem! Dulcinéia se portou bravamente e me abrigou e protegeu sem grandes problemas!

Por que vender?
Vocês podem estar se perguntando "Uai, se ficou tanto tempo procurando, se foi tudo bem, por que tão pouco tempo depois resolveu vendê-la?" É tudo uma questão de economia e praticidade. Bem, eu viajo sozinho e percebi, ao longo desse 1 ano morando nela, que não preciso de uma kombi-casa tão grande, nem de tantos recursos! Pois é, pode parecer que ela já é pequena, mas eu notei que preciso de menos ainda: não preciso de um banheiro, na prática mal usei, usava de postos, estabelecimentos e casas de contatos; não preciso de tantos armários, notei que 50% do que levava não foi utilizado; não preciso de geladeira, um resfriador bastaria, já que cozinho só para mim e no máximo para 2 dias. Por isso, fui percebendo que uma kombi normal, adaptada para minhas necessidades, seria mais conveniente.  Também notei, ao longo deste um ano viajando e morando na Dulce que, como ela é grandona e chamativa, eu não gosto de usá-la como carro do diadia dentro das cidades. Isso também foi mais um ponto que pesou no meu desejo de uma kombi normal (adaptada), que posso tanto usar nos corres gerais cotidianos, como para morar, durante as viagens longas. Além disso, a Dulcinéia claramente demonstra que há alguém dormindo nela, morando (ainda que temporariamente) ali na rua. Infelizmente, algumas pessoas se incomodam ao perceber isso e são hostis, até mesmo chamando a polícia! Uma kombi normal, seria mais discreta.

Tudo isso me levou a essa conclusão de vendê-la, apesar da enorme afeição que tenho pela Poderosa, já que foi meu útero por 1 ano e venho mexendo nela ao longo de 4 anos!

quinta-feira, 4 de abril de 2019

O que ela é?

Kombi Touring 1977, 62.000 km


A minha "Poderosa Dulcinéia" é uma kombi casa, da linhagem dos primeiros motor-homes fabricados no Brasil! Logo, ela não é uma adaptação que fiz de uma kombi. Ela saiu de fábrica assim, numa parceria entre a Volks e a Karmann Ghia.  Essas empresas fabricaram, nas décadas de 70 e 80, duas linhas de motor-home em cima do chassi da kombi: a Kombi Touring, primeiramente, e depois, a Kombi Safari (que possui tudo que a Touring tem e mais uma cama para as crianças acima da cabine). Foram produzidas pouquíssimas Safaris no Brasil (entre 400 e 500) e muito menos Tourings ainda (dezenas).  A minha Dulcinéia é uma Kombi Touring, portanto é da primeiríssima linhagem de motor-homes fabricados, de 1977, e por isso ainda mais rara... e mais, a minha Dulcinéia é a kombi de registro número 107, que segundo a listagem histórica, é a segunda kombi-home produzida no Brasil nessa parceria da Volks/Karmann Ghia!!!! Como nos fóruns dos proprietários dessas kombis nunca vi mais registros sobre a única outra Touring anterior à minha (a 104), deduzo que a Dulcinéia seja o mais antigo motor-home de fábrica ainda rodando no Brasil! Logo, ela é uma oportunidade única para os amantes de carros antigos, assim como para qualquer um que quer ter um motorhome barato, charmoso, funcional, de manutenção barata e único.

Aqui o memorial das kombis Safari e Touring que se tem registro em site de aficcionados, onde vc pode verificar que a minha (de número 107) é a mais antiga listada: https://macamp.com.br/category/acervo/secoes/memorial-safari/

E aqui uma reportagem sobre essas kombis, também apresentando a listagem de fabricação, onde fica claro que a 107, que é a minha, foi a segunda produzida no Brasil: http://sampakombiclube.com.br/infos/karmann-ghia-mobil-touring-e-mobil-safari

quarta-feira, 3 de abril de 2019

Como ela está? Uma visão geral!

Foto da Dulcinéia em Colônia de Sacramento!


Tenho ela há 4 anos. Nos primeiros 2,5 anos rodei bem pouco, viagens pontuais. Depois, morei nela por 1 ano enquanto viajava (fui até Rosário, na Argentina, e voltei).  Mas como parava muito nas cidades para apresentar (sou palhaço!), não rodei tanto assim. Estimo que desde que a comprei rodei ao todo uns 10 mil km.

Eu cuidei bem da bixinha: coloquei rodas novas, reformei o piso do banheiro, refiz toda a calafetagem das vedações, instalei um sistema de placas solares para manter a geladeira, instalei um suporte para bike (e pequenas motos) semi-removível e fiz dezenas de pequenas melhorias que descrevo melhor na descrição minuciosa da próxima postagem.

Por dentro, você pode observar nas fotos na postagem seguinte, ela está linda, como nova, muito bem cuidada em toda parte de madeiramento, armários. O piso está ok, com marcas do tempo; o teto está ok também, sem nada. Há pequenas marcas de infiltração antigas e pontuais, que comento na "descrição minuciosa". Por fora, ela precisa de pintura, porque eu pintei elementos do meu trabalho como palhaço e alguma retrabalho em pequenos pontos de ferrugem.

O motor está como novo, já que foi recém refeito (há 4 mil km). O problema nem foi do motor, que estava bom, mas desta pecinha aqui, que fica entre o motor e o volante! ;) Eu peguei muito vento contrário no litoral do rio grande do sul e não percebi que esse esforço maior estava consumindo rapidamente muito óleo o que gerou o problema e me obrigou a refazer o motor pela primeira vez!

No geral a Dulcinéia está muito bem, dando uma "lavada" em muita kombinha nova, muito gostosa de dirigir, tranquila! Está fazendo na estrada cerca de 10 km/litro (em estradas sem grandes ladeiras)!!! E entre 7 e 8 km/litro na cidade. Isso é um bom indicativo do ótimo estado mecânico. Ando com ela numa média de 70km por hora, chegando a 80km sem grande instabilidade. Acima disso, já se percebe a instabilidade (essas kombis são estreitas e altas, o que gera muita oscilação lateral).

Quem quiser, pode pegá-la sem gastar um tostão, já que está plenamente funcional, sem grandes problemas de aparência ou estrutura. Claro, uma nova pintura, assim que possível, será bom, assim como observar a calafetagem evitando futuras infiltrações, e, para os mais exigentes, pode-se retrabalhar o forro das portas e do teto da cabine, que apresentam marcas do tempo.

terça-feira, 2 de abril de 2019

Descrição minuciosa (carro e casa)


Recebi a Dulcinéia, no geral, muito bem tratada, era possível ver o carinho com que os antigos donos a cuidaram... e eu faço questão disso também, por isso antes de vendê-la fiz revisões e investi em algumas reformas simples. Como sei o quão cansativo é a busca por uma kombi desse tipo (afinal, fiquei 1 ano a sua procura!), eu aponto, abaixo, o estado real dela, sem omitir questões "problemáticas", que são pouquíssimas, realmente. Quero que o possível novo dono da Dulcinéia tenha já uma boa visão dela, mesmo sem vistoriá-la aqui. Sei do quão frustrante é chegar para ver um carro e descobrir só ali, na hora, várias coisas... comigo será tudo o mais transparente possível! Quero que a Dulcinéia siga sendo bem tratada e tenha vida longa!





CARRO 

MOTOR

  1. motor tork 1600 carburação dupla, praticamente novo, pois foi refeito pela primeira vez há 4.000km (o motor tork apresenta maior torque em baixas rotações, menor consumo e maior durabilidade)
  2. quando o motor foi refeito foi incluída mais um escape de ar para diminuir possibilidade de aquecimento do motor
  3. motor sem vazamentos!
  4. carburadores limpos e regulados há 3 meses;
  5. chapa de magnésio do suporte da polia soldada e reapertada (havia rachaduras perto de um parafuso) [há 3 meses] 
  6. sistema de varetas dos carburadores trocado e fixado para garantir que não saltem (problema comum nas kombis) [há 3 meses]
  7. sistema do acelerador revisado, ajustado e trocado cabo [3 meses]
  8. cabos de vela trocados por de ótima qualidade [3 meses]
  9. mangueiras de gasolina trocadas [3 meses]
  10. sistema de freios revisado há 4 mil km.
  11. filtro de ar, velas, filtro de gasolina, rotor trocados há 4 mil km.
  12. tem bujão magnético no reservatório de óleo para prender impurezas
  13. ignição eletrônica

 


LATARIA/ESTRUTURA

  1. lataria ok no geral, com pequenos pontos de ferrugem (vai precisar de pintura, porque tem divulgação do meu trabalho como palhaço pintada) e há um ou dois pequenos amassos antigos na carroceria da casa (provavelmente de árvore que esbarra por ela ser alta)
  2. foi soldada uma barra transversal entre longarinas para maior segurança da estrutura
  3. 4 pneus 8lonas em bom estado (rodaram 10mil km, o estepe é velho e acompanha capa de couro vermelha pra proteger do sol/chuva) 
  4. 2 rodas novas de fábrica (as antigas estavam enferrujadas perto do bico e vazavam pouco a pouco)
  5.  molões instalados nas rodas dianteiras
  6. câmbio em bom estado (a caixa de direção pinga óleo, mas muito muito pouco, o que não vale o trabalho e custo de desmontar toda a caixa para tão pequeno vazamento... o mais fácil é de tempos em tempos, verificar o nível do óleo na caixa e completar se necessário... até hoje, 10 mil km, mal precisei completar... ) 
  7. direção com jogo normal de kombi
  8. bateria moura em bom estado
  9. macaco original (raridade!) 
  10. degrau escamoteável para acesso à casa funcionando
  11. Se for andar com família, isto é, muito peso atrás, sugiro subir o facão para aumentar a distância entre rodas traseiras e a lataria
  12. a bomba que espirra água no parabrisa está furada e não funciona adequadamente (é daquelas que fica no chão e funciona por pressão com o pé), precisa nova!
  13. a lâmpada da placa do suporte de bike assim como uma das lâmpadas do suporte de bike estão quebradas (forneço novas! veja o item BRINDES! ao final) 
  14. a manivela do vidro da porta do passageiro está quebrada (posso fornecer uma nova, ver em Brindes!)
  15. o forro do teto da cabine é original e apresenta marcas do tempo
  16. os forros das portas estão desgastados do tempo e na parte de baixo apresentam sinais de agua
  17. bancos ok, com capas protetoras




Melhorias que eu realizei!

  • 2 entradas 12v do tipo acendedores de cigarro instalados no painel (para GPS, carregar celular)
  • farol de milha
  • lona para bagageiro, protegendo o que for ali em cima + 2 cestos grandes que se encaixam perfeitamente no tamanho do bagageiro e facilitam para guardar coisas; 
  • suporte para bike semi-removível (suporta até pequenas motos, pode ser removido, mas não rapidamente; possui uma segunda placa no suporte, sem lacre); acompanha 2 catracas pra prender bike
  • câmera de ré que funciona no retrovisor do meio
  • alarme positron
  • retrovisores gigante pra facilitar visualização com mão francesa de suporte
  • chave de roda bem grande (necessária, pois as rodas de trás ficam afastadas da lataria da kombi)
  • aparelho de som básico Pioneer
  • grades na janela traseira, na janela do banheiro e mais 4 travas na porta da casa
  • capa do estepe




CASA 

  1. A parte interna da casa está em ótimo estado geral e ótima aparência! Há, no fundo, nas quinas da cama, marcas de infiltrações antigas, assim como no trecho divisório entre cabine e casa, atrás dos bancos da cabine. Quando comprei a kombi, o último dono não me avisou (ou talvez ele nem sabia, por ela ficar direto em garagem e mal ser usada) que ela estava com uma ou outra infiltração. Eu demorei um pouco pra perceber, pois de início a usei pouco. Assim que percebi, refiz toda a calafetagem da kombi, o que resolveu as infiltrações. No meio de minha viagem tive novamente pequenos problemas de infiltração  na janela traseira (minha hipótese é que a borracha da janela traseira está muito velha e precisa ser trocada). O que fiz foi carcar um monte de PU40 (melhor vedante pra parte externa de motorhome), tanto na borracha como por fora na parte de trás da kombi, nas junções, por via das dúvidas. Desde então nunca mais houve infiltrações. De qualquer forma, se for possível, recomendo rever toda a calafetagem dela, já que está indo pra 4 anos o serviço que fiz, e também porque ao repassar o PU, estava mais preocupado com evitar chuva do que com a estética. Mas, se isso não for possível, não há problema, não está entrando água. 
  2. sistema hidráulico funcionando, com aquecedor de chuveiro à gas em ótimo estado, bomba shurflo, reservatório de 60 litros de água, engates rápidos para encher o reservatório, 20 metros de mangueira de água e adaptador para torneiras (sugiro vistoriar mangueiras, já que faz 4 anos que vistoriei);
  3. sistema elétrico funcionando, com inversor de 1000watts para geladeira, lâmpadas 12v de led (das 3 internas, há duas com mal contato, o que não atrapalha em nada, já que com apenas uma se ilumina toda a kombi), há entradas de tomadas, conexão pra carregamento externo 110v/220v com carregador mais moderno e mais potente para baterias; geladeira Consul 120 litros funcionando perfeitamente; sistema de energia solar com 2 placas de 150w e 2 baterias estacionárias FREEDOM em bom estado (115amp + 85amp); 10 metros de cabo elétrico grosso pra conexão externa de energia; climatizador antigo "Climatizar" funcionando; tem cabo na altura do bagageiro para instalação de antena, se houver interesse;
  4.  toldo em ótimo estado
  5. instalado grades na janela grande de trás e na janela do banheiro para maior proteção, assim como mais 4 travas na porta da casa
  6. piso da casa ok, com marcas do tempo, piso do banheiro refeito, novo, sem qq infiltração, acompanha privada portátil; 
  7. fogão original funcionando e botijão de 5kg vazio (sugiro vistoriar mangueiras, já que faz 4 anos que vistoriei);
  8. TV 17 polegadas, sistema de som na casa (além do que existe na cabine), com aparelho de dvd/cd/rádio
  9. tampo da cama/mesa novo, para maior segurança! (o tampo antigo estava já um pouco molenga)
  10. armários em ótimo estado 
  11. As travas que manteriam a janela traseira aberta estão quebradas (comprei assim) e não achei para repor, sempre usei uma barra qualquer no meio para mante-la aberta
  12. Uma das travas da janela do banheiro também não está funcionando direito, mas com a outra (são duas), é possível manter a janela aberta








DOCUMENTAÇÃO
Tudo ok, em meu nome, sem dívidas, sem multas. Carro isento de ipva, licenciamento e seguro 2019 já pagos.




segunda-feira, 1 de abril de 2019

Valor, Contato e Brindes

Estou pedindo pela Dulcinéia R$ 55.000. Esse valor foi pensado tendo em vista sua raridade (raridade por ser da primeira linhagem de motorhomes do Brasil, as Touring, e também por ser a segunda Touring fabricada no Brasil, provavelmente a mais antiga rodando!), sua boa condição geral, seu motor novo, rodas em bom estado, o suporte de bike, o sistema de placas solares, assim como um conjunto de pequenas melhorias (alarme, câmera de ré, farol de milha, etc etc). Claro, para chegar a um valor justo também pensei nos gastos inevitáveis com a pintura e uma revisão da calafetagem (esta última, como já disse, não é necessária agora, mas recomendo). Infelizmente, por necessidades pessoais (envolvendo minha nova kombi-casa) preciso do valor que peço à vista e tampouco negocio troca por outros veículos. Para os realmente interessados, posso enviar mais fotos e vídeos e responder dúvidas via whatsapp. Estou com a kombi em Sorocaba/SP e ela pode ser visitada, basta combinarmos. Se desenvolvermos uma boa negociação, em que se entenda a justeza do valor, posso oferecer um conjunto de brindes listados abaixo (me dou o direito, a depender da negociação, de oferecer ou não os brindes).

CONTATO:
Jeff (whatsapp): 19 9 92221605
(não ligue, mande texto ou áudio por whats e vou respondendo seguindo a ordem de chegada e demonstrações concretas de interesse, como visitas para ver a kombi)





BRINDES:
  1. macaco hidráulico de 4 toneladas, 3 estágios 
  2. engraxadeira 7kg + 1,5kg de graxa azul (ótima qualidade) 
  3. 3 litros de óleo + funil grande com prolongação para por óleo + mangueira e seringa grande para retirada de óleo, quando necessário! (e também vai kit para troca de óleo: algumas juntas, e arruelas do bujão do carter)
  4. 2 lâmpadas novas sobressalentes de 12v para a casa
  5. muitos sachês para banheiro químico (pó para diluir desodorizador e contra germes)
  6. kit com peças de reserva:
    • kit de fusíveis variados
    • 2 cabos de acelerador novo, 1 cabo de freio novo, 2 cabos de embreagem novos
    • cabos extensores novos com ganchos para prender a lona sobre o bagageiro
    • bomba de combustivel nova Brosol
    • 1 correia dentada nova
    • 1 rotor novo
    • kit de lâmpadas para o suporte de bike
    • 1 filtro de ar CA2718 novo que pode ser adaptado para essa kombi
    • 2 lâmpadas de farol novas superbrilhantes
    • (as peças listadas abaixo são usadas, mas não apresentam problemas, apenas foram trocados por segurança, logo, em emergências podem ser utilizados tranquilamente!)
    • 2 tampas do distribuidor usadas
    • 2 conjuntos de cabos de vela usados
    • 1 filtro de combustivel usado
    • bomba de combustivel usada
    • conjunto de velas NGK usadas
    • bobina de ignição usada